Arquivo XML

O Extensible Markup Language ou simplesmente xml, é o tipo de arquivo padrão para a troca de informações TISS.

Lidamos com esse tipo de arquivo todos os dias e, a primeira vista pode parecer um "bicho de sete cabeças" mas, não é bem assim.

Ao abrir um arquivo XML, que pode ser através do navegador de internet ou do bloco de notas do seu computador, se prestarmos bem atenção, vamos verificar que todas as informações que inserimos no sistema de Faturamento, estão lá.

Leia também:

É um pouco estranho no início mas, todas as informações do prestador, versão do arquivo, dados do paciente, procedimentos realizados, valores e, todas as informações inseridas nas guias TISS, estão no arquivo XML, separadas por linhas, sessões assim como dispostas nas guias.

Quando transmitimos esses arquivos para as operadoras de saúde, os dados inseridos são convertidos em informações que vão servir não só para fins de análise de contas e pagamento mas, também para estatísticas e avaliações internas.

Normalmente quando exportamos as informações do lote de Faturamento para um arquivo XML, por meio do sistema de Faturamento, o arquivo já sai pronto para o envio para o site da operadora.

Contudo, é possível fazer alterações diretamente no arquivo através de um editor de XML.

Isso é faturamento hospitalar!
-------

Comentários

Não Encontrou o que Procurava? Pesquise Aqui!

Top 10 da semana!

Faturamento, o fim