Faturamento - Padrão TISS

Quando falamos em Faturamento Hospitalar, pensamos logo em padrão TISS.

A TISS facilitou e agilizou muito a vida do faturamento. Os processos ficaram mais ágeis, as informações ficaram mais precisas, tudo ficou melhor.

Mas, para que serve a TISS?

A TISS foi estabelecida como um padrão obrigatório para as trocas eletrônicas de dados de atenção à saúde dos beneficiários de planos, entre os agentes da Saúde Suplementar. O objetivo é padronizar as ações administrativas, subsidiar as ações de avaliação e acompanhamento econômico, financeiro e assistencial das operadoras de planos privados de assistência à saúde e compor o Registro Eletrônico de Saúde. 

Nas versões anteriores, a troca de informações dava-se entre operadoras e prestadores. Agora, os dados são enviados para a ANS e também ficam disponíveis aos beneficiários de planos de saúde.


O padrão TISS está organizado em cinco componentes:

1) Organizacional

O componente organizacional do Padrão TISS estabelece o conjunto de regras operacionais a serem seguidas pelos agentes na troca de informações.

2) Conteúdo e estrutura

O componente de conteúdo e estrutura do Padrão TISS estabelece a arquitetura dos dados utilizados nas mensagens eletrônicas e no plano de contingência, para coleta e disponibilidade dos dados de atenção à saúde.

A novidade neste componente é a inclusão do completo processo de cobrança e das mensagens de solicitação e de recurso de glosas.

3) Representação de Conceitos em Saúde

O componente de representação de conceitos em saúde do Padrão TISS estabelece o conjunto de termos para identificar os eventos e itens assistenciais na saúde suplementar, consolidados na Terminologia Unificada da Saúde Suplementar - TUSS.

Incluindo as terminologias de materiais de órteses e próteses, medicamentos, diárias, taxas e gases medicinais e aluguéis. 

Leia também:

4) Segurança e Privacidade

O componente de segurança e privacidade do Padrão TISS estabelece os requisitos de proteção para assegurar o direito individual ao sigilo, à privacidade e à confidencialidade dos dados de atenção à saúde. Tem como base o sigilo profissional e segue a legislação.

5) Comunicação

O componente de comunicação do Padrão TISS estabelece os meios e os métodos de comunicação das mensagens eletrônicas definidas no componente de conteúdo e estrutura. Adota a linguagem de marcação de dados XML - Extensible Markup Language.

Obriga também as operadoras a disponibilizarem portais para o envio e troca de informações eletrônicas.

Comentários

Não Encontrou o que Procurava? Pesquise Aqui!

Top 10 da semana!

Faturamento, o fim