Cirurgia Ortopédica CBHPM

O Dr. Carlos e sua equipe tiveram que fazer uma cirurgia na paciente Fabiana, lá no hospital da dor. No contrato do Dr. Carlos com o convenio da paciente, diz que as cirurgias realizadas serão remuneradas pela CBHPM 2005 plena. A acomodação da paciente é quarto particular (Apartamento). Os códigos realizados foram: 30701210, 30731151, 31403255, 30722438.

Ø  Vamos às informações:

30701210 – Porte 13A – 3 auxiliares.
30731151 – Porte 4C – 1 auxilio.  
31403255 – Porte 8B – 2 auxílios.
30722438 – Porte 4C – 1 auxilio.

Ø  Vamos aos cálculos:

O primeiro código tem valor de R$ 1292,00, mas, a acomodação da paciente é apartamento, portanto, dobramos esse valor e obtemos R$ 2584,00.

O segundo código tem valor de R$ 148,00, mas, a acomodação da paciente é apartamento, portanto, dobramos esse valor e temos R$ 296,00. Contudo, a regra de cobrança de honorários diz que toda vez que mais de um código for realizado na mesma via de acesso: o primeiro código será 100% e os demais 50%. Então, voltamos aos R$ 148,00.



O terceiro código tem valor de R$ 384,00. Já aplicando as regras, continuamos com os R$ 384,00.

O quarto código tem o valor de R$ 148,00. Já aplicando as regras, continuamos com os R$ 148,00.

Agora temos o valor de cada código para o cirurgião. Vamos calcular agora o valor dos auxílios e instrumentador.

A regra de cobrança prevê que o primeiro auxilio receberá o equivalente a 30% do valor do cirurgião; os demais auxiliares receberão o equivalente a 20% e o instrumentador o equivalente 10%.

Ciente desta regra podemos criar uma tabelinha para facilitar nosso cálculo.


Cirurgião
1º auxilio
2º auxilio
3º auxilio
Instrumentador
30701210
R$ 2.584,00
R$ 775,20
R$      516,80
R$ 516,80
R$ 258,40
30731151
R$ 148,00
R$ 44,40


R$ 14,80
31403255
R$ 384,00
R$ 115,20
R$ 76,80

R$ 38,40
30722438
R$ 148,00
R$ 44,40


R$ 14,80


TOTAL DA CIRURGIA
R$ 5.680,00


É necessário, antes de calcular qualquer procedimento, sempre observar as nuances do contrato de cada médico, pois lá estão os parâmetros para a cobrança. Outro aspecto muito importante a se observar são as informações do paciente: acomodação, carência, entre outras. E sim, sempre que tiver dúvida: Pergunte! Seja à um colega, à operadora de saúde o que não pode acontecer é fazer errado. Lembre-se do proverbio: “Aquele que pergunta é tolo por cinco minutos, mas, aquele que não pergunta permanece tolo para sempre. ”

Comentários

  1. As explicações estão todas corretas, mais a minha pergunta é a seguinte.
    Há codificação para os auxiliares e instrumentadores ? Ou eles segue a codificação do cirurgião ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui.

Não Encontrou o que Procurava? Pesquise Aqui!

Top 10 da semana!

Faturamento, o fim

Raio X Cotovelo na CBHPM.