Sobrecarga de trabalho

Seu trabalho é estressante?

Bom, o mercado de trabalho no Brasil está muito complicado, e, tende a piorar mais um pouco antes melhorar.

Isso porque, os empresários ainda não estão confiantes na economia.


As altas cargas tributárias e o baixo desenvolvimento de vários setores da economia, vêm aumentando as demissões e fazendo com que os poucos funcionários das empresas acumulem tarefas.

As grandes empresas, para diminuir os custos, estão obrigando os funcionários a acumularem duas, três e as vezes quatro funções dentro de um setor.

Digo obrigando, pois com a demissão do funcionários mais novos, o que custa menos aos cofres das empresas, os funcionários mais antigos têm duas opções: fazer o trabalho de quem saiu e manter o emprego, ou, também sair e entrar para as estatísticas.

Leia também:

Em alguns casos, empresas menores fazem o seguinte acordo com o funcionário, quando possível: Ele é demitido, mas, continua trabalhando para a empresa numa certa "informalidade". 

Nestes casos, o funcionário, passa então, a arcar com os custos de INSS, passagem, alimentação, plano de saúde e etc.

Acumulo de funções, adição de horas na carga horária, e despesas a mais no orçamento, causam estresse, e, aos poucos acabam com a saúde do individuo.

Mesmo assim, muitos tem aceitado certas práticas das empresas para poder manter seus empregos e salários.

No meio de todo esse cenário, o funcionário deve ter em mente que ele não pode abrir mão de alguns direitos. Direitos que não são luxo e sim, mecanismos que ajudam a manter a saúde física e mental do individuo.

- Horário de almoço.
- Ferias.
- Descanso semanal.
- Não ultrapassar a jornada de 12 horas diárias.

As novas leis trabalhistas flexibilizem as regras já existentes. Com isso, é possível chegar a algo que seja bom para as duas partes.

Trabalhe muito bem, seja indispensável, conquiste seu lugar.


Comentários

Não Encontrou o que Procurava? Pesquise Aqui!

Top 10 da semana!

Faturamento, o fim

Synvisc One pela Sul América PASSO A PASSO