Aspectos da CBHPM

Aspectos da CBHPM
A CBHPM é a tabela mais utilizada como referencial e como base contratual para remuneração de procedimentos realizados por profissionais da área da saúde.

Ela classifica os procedimentos baseada em critérios técnicos, estabelecendo comparação entre os diversos atos médicos no que diz respeito a complexidade técnica, tempo de execução, atenção requerida e o grau de treinamento necessário do profissional que realiza o procedimento.

Para trabalharmos com a CBHPM, precisaremos: da tabela em si, que podemos adquirir no site da AMB ou em nosso blog aqui; do Comunicado oficial da CBHPM; do contrato com a operadora de saúde, onde vamos ter os parâmetros para a cobrança (deflação de porte, UCO, valor do filme).

O que é o porte?

A tabela classifica hierarquicamente os procedimentos médicos e atribui a eles portes. Para cada porte, existe uma faixa de valoração  que são utilizadas como referencia. 

Leia também:

O que é UCO?

É a Unidade de Custo Operacional que, como o nome já diz, se refere aos custos da realização do procedimento: depreciação de equipamentos, manutenção, mobiliário, imóvel, aluguéis, folha de pagamento, e outras despesas comprovadamente associadas ao procedimento médico.

Filme.

Em procedimentos de diagnóstico por imagem, temos a utilização do filme radiológico e a tabela CBHPM prevê a valoração na utilização destes procedimentos dispostos por incidência.

Outros aspectos.

A tabela CBHPM indica também: a quantidade de auxiliares que alguns procedimento necessitam para sua realização, o porte anestésico referente ao procedimento, a incidência (no caso de exames radiológicos), além de conter inúmeras regras de cobrança que são fundamentais e indispensáveis.

Espero que eu tenha te ajudado!

Deixe um comentário abaixo com dicas de temas para os próximos textos.

#faturamentohospitalar
#faturamentomedico
#cbhpm

Comentários

Não Encontrou o que Procurava? Pesquise Aqui!

Top 10 da semana!

Faturamento, o fim

Superfaturamento